O amor-próprio é tão bonito e necessário quanto qualquer outra forma de amor.

05:06


Esses dias uma amiga me disse que estava se sentindo maravilhosa depois de um novo corte e cor de cabelo. Confessei para ela que eu tenho uma imensa dificuldade de me elogiar, de assumir quando me sinto bonita ou orgulhosa de algo que eu faço. Sempre que tentei fazer isso, me senti arrogante.

Hoje, percebo que isso não faz o menor sentido, afinal qual é o problema em se achar bonita?
Em parabenizar a si próprio por uma conquista?
Tem tanta coisa e tanta gente disposta a nos deixar para baixo por aí, infelizmente. Se nós mesmos não nos amarmos, não nos agradarmos, não nos valorizarmos, quem é que vai fazer isso por nós? Talvez alguém faça, mas de que adianta te oferecerem amor, carinho e elogio, se aí dentro você não é capaz de aceitar isso?

Precisamos sim reconhecer nossas vitórias.
Precisamos sim assumir para nós mesmos quando nos sentimos bem, seja pela aparência ou por um gesto.
E precisamos - incondicionalmente - nos acostumarmos com o amor-próprio, que é tão bonito e necessário quanto qualquer outra forma de amor.

Você poderá gostar também:

0 comentários

Curta