Carta aberta para um suicida e todas as pessoas que sofrem com a sua partida.

12:54


O que será que te afligia tanto?
O que estava corroendo a sua alma?
Qual era a dor ou as dores que se alojaram aí dentro?

Fiz todas estas perguntas no silêncio da tua ausência.
Elas foram feitas em vão e de forma tardia, já que você não está mais aqui para me responder e, quando estava, eu não fui capaz de perceber as suas lágrimas (que não saíam dos teus olhos só porque estavam abafadas pelo desespero que você preferiu esconder).

Olha, eu sei o que é desistir da vida. Sei o que é perder a fé por completo. Sei o que é achar que a morte é a única solução, depois de se cansar de ouvir as vozes que sussurram tristezas em nossos ouvidos. Então saiba que eu não te culpo e nem te julgo.
Ao contrário do que muita gente diz, também acho que Deus - ou qualquer outra definição de uma força superior em que você já acreditou um dia, porque eu acho que quando você decidiu ir embora já havia deixado de acreditar - não vai fazer isso com você.
Não acho que você foi para o inferno e nem que recebeu um castigo por ter tirado intencionalmente a sua própria vida... O que eu acredito é que agora você vai seguir um outro caminho para curar as tuas feridas, provavelmente no colo de Deus.
Agora é Ele quem vai cuidar de você e te dizer que tudo vai ficar bem (como eu queria ter dito).

Também acredito que agora você vai entender o que aqui você não entendia. E acho até que um dia você vai reencontrar todas as pessoas que choraram e ainda choram pela tua partida.
Assim como você, elas também não têm culpa de nada. Possivelmente, elas não perceberam os teus machucados e eu acho que elas se sentem responsáveis por isso depois que você se foi, mas elas não são.

Sabe, muitas vezes somos cegados pela ingenuidade de acreditar que tudo vai ficar bem ou até mesmo de acreditar em quem diz que está tudo bem, quando na verdade não está.
Embora pareça um erro, nunca é intencional e por isso eu não consigo atribuir nenhuma culpa (e acho que você também não).
Por isso eu me mantenho aqui do outro lado torcendo para que você descanse em paz e que também encontre a paz que havia perdido aqui. Também torço para que as pessoas que sentem a sua falta, assim como eu, consigam um dia aceitar ou no mínimo lidar melhor com a sua escolha, tendo a certeza de que não foi um adeus e sim um até logo.

É... É isso. Até logo, meu amigo!
Afinal, aqui dentro de mim você permanece vivo (e sempre permanecerá).

Você poderá gostar também:

1 comentários

Curta