Depressão NÃO é frescura.

13:02



A parte mais difícil de lidar com a depressão é a dificuldade em executar até mesmo as tarefas mais simples e ainda ouvir críticas sobre isso. 
"Como você diz que não consegue levantar da cama e sair, fazer um exercício ou qualquer outra atividade? É só querer e ter força de vontade!". Ouvi isso inúmeras vezes e nem mesmo para responder eu tinha força. Afinal, a depressão ACABA com qualquer resquício de força de vontade dentro da gente... Você perde o tesão por coisas que sempre gostou, deixa de se empolgar com eventos que sempre te interessaram, esquece a vaidade, para de se cuidar e até mesmo começa a desperdiçar as oportunidades de estar com as pessoas que você ama. 
Me afastei de muita gente, perdi algumas comemorações, abandonei minhas prioridades, os cuidados comigo mesma e deixei de lado toda a minha paixão por coisas que me fascinam. Tenho plena consciência disso, mas a consciência não basta para curar você da depressão. Talvez ela seja o primeiro passo, afinal você precisa aceitar que não tem o controle da situação e que necessita de ajuda. E neste processo eu sei que tem muita gente que não entende, que fala mil besteiras e que se preocupa muito mais em julgar do que ajudar, infelizmente (por mais que existam inúmeras informações provenientes de diversas fontes sobre a depressão, ainda tem gente que acredita que ela não passa de frescura). 
É muito difícil explicar sentimentos, principalmente quando não somos capazes de controlá-los, como acontece durante as crises da doença, mas eu vou tentar: é como se algo te deixasse fraca até mesmo para fazer coisas banais como preparar o café da manhã, trocar de roupa, lavar a louça etc. É como se algo te sugasse o tempo todo para baixo, por mais força que você faça para subir. 
Se você já ficou doente para valer em algum momento, provavelmente a sensação é parecida, mas com o bônus dos inúmeros pensamentos negativos (que surgem com frequência em sua mente) no caso da depressão. 
Ao contrário do que muitos pensam, NÃO é frescura. NÃO é preguiça. NÃO é comodismo. NÃO é egoísmo. NÃO é falta de consideração com os demais. Essas coisas podem ocorrer em algumas fases da vida, mas são sensações que a gente consegue controlar/driblar, ao contrário da depressão. Por isso que, acima de qualquer coisa, ela é uma doença que exige respeito e compreensão (coisas que fazem a diferença no tratamento inclusive, porque já é difícil demais lidar com o tanto de coisa ruim que a gente sente, que me dirá com os julgamentos alheios!). 
Falo isso porque eu sei como é se sentir incapaz, perder o amor por si próprio e pela vida, e ainda ter que ouvir que é falta de Deus no coração, de vergonha na cara ou qualquer coisa do gênero. Sei como é você se lamentar por acordar mais um dia e sobreviver a uma rotina que não te faz pensar em nada além do desejo de morrer, por mais absurdo que isso pareça. 
Acho que senti vontade de escrever sobre isso por alguns motivos: 
- Para que você, que também está tendo que lidar com essa doença, saiba que não está sozinho e que tem sim pessoas que são capazes de te entender; 
- Para agradecer aos que realmente se importam e preferem respeitar e ajudar ao invés de nos julgar, independente de já terem passado por isso ou não; 
- Para que entendam que às vezes permanecemos longe, mas não por falta de preocupação, afeto ou qualquer coisa do tipo. A depressão faz a grande maioria das suas vítimas se isolarem, às vezes por vergonha de compartilhar o que sentem, por não querer chamar a atenção, por não sentir vontade de sair/socializar e por aí vai. 
Se ainda assim você não for capaz de entender que é de fato uma DOENÇA que exige cuidados, tratamentos e, acima de tudo, respeito, sugiro que pesquise mais sobre o assunto. Aproveite e leia opiniões de médicos e cientistas que explicam cientificamente os sintomas da depressão. Também é válido pesquisar sobre casos de pessoas extremamente religiosas e cheias de fé que também foram afetadas pela tal "doença da alma". 
Talvez isso faça você abrir um pouco mais a sua mente e, principalmente, o seu coração. E quer saber? Talvez alguém que você nem imagina e que esteja por perto, precise exatamente do seu apoio para vencer a depressão. Muitas vezes, ela se encontra no silêncio, no grito abafado, na ausência ou no choro calado de alguém que você nem imagina.




Você poderá gostar também:

0 comentários

Curta