Amores rasos.

06:43



Desconfio de quem diz que ama na primeira semana, quando mal conhece a história que desenhou quem está na sua frente, quando mal sabe das cicatrizes que o outro carrega no peito e quando pouco entrou em contato com a sua essência. Não que eu seja insensível e não acredite no amor. Mas "eu te amo" não é pra ser dito de qualquer maneira, não é garantia pra fazer com que o outro fique ou goste de você no primeiro instante. 
Quando você ama pra valer, ama justamente por conhecer até mesmo as imperfeições, os defeitos, as dificuldades. E convenhamos, é necessário um certo tempo para sentir com o coração quem está na nossa frente, para ouvir as histórias de dores e delícias que alguém já viveu antes de você aparecer. 
Amor é coisa profunda que não se cria em poucos dias, não nasce instantaneamente, mas se constrói por momentos e batidas ininterruptas do coração. 
Amor é sentimento que não desperta fácil lá dentro. Não o confunda com encanto, afinidade ou uma mera admiração depois de algumas horas de conversa. 
Amor é mais que essas juras que você lança por aí pra ganhar afeto ou pra mostrar pros outros o quanto você está bem e feliz. E sabe, felicidade nem sempre deve ser descrita em redes sociais. Tem coisas que a gente silencia por proteção, cuidado e por saber que a vida à dois é bem mais complexa do que a carapuça que você veste pra tentar parecer que o seu relacionamento é mais intenso e melhor do que o de muitos por aí. 
Por isso, não façam do amor uma declaração rasa. Não enfeitem palavras que não carregam emoções. 
Desculpe a sinceridade, mas sabe o que é: relações superficiais podem até ganhar curtidas e comentários, mas jamais satisfazem um coração sincero em sua infinita sede de viver (e não de mostrar) o amor.

Você poderá gostar também:

0 comentários

Curta